Vai uma cerveja aí?

abril 16, 2020











Aos amantes de cerveja, esse post é para vocês! A cerveja, ao longo da história, foi um fator central para muitas culturas. Já inspirou diversos artistas e até uniu os exércitos em um cessar-fogo no meio da guerra mundial. 

Ela também é a estrela do nosso selo editorial Fome de?. Neste selo, nos preocupamos em publicar obras que falem sobre a cerveja e o destaque que vem ganhando no setor gastronômico, desde obras que explorem sua história, receitas até obras focadas em ingredientes especiais. 

Para que não perca nenhuma novidade cervejeira, preparamos um post com dicas de algumas de nossas obras especiais. Vai uma cerveja aí? 

Confira nossas indicações: 


 Para os entusiastas da cerveja, o livro é uma expedição empolgante sobre       os    estágios da história européia e o desenvolvimento gradual da indústria     cervejeira. O livro pode ser apreciado tanto sozinho quanto em companhia e fica melhor ainda se acompanhado de uma cerveja cuidadosamente selecionada. 

"É o livro de não ficção mais atraente do verão. As histórias efervescentes tentam expandir seus conhecimentos" - Matti Komulainen Turun Sanomat, [Down Beer Street] 

Como a cerveja mudou a história? Por que Pedro 'o Grande' ordenou aos russos que bebessem cerveja em vez de vodka? Da antiga Mesopotâmia à disseminação do cristianismo; Da Revolução de Veludo da Tchecoslováquia à crise financeira de 2008, aqui você poderá acompanhar a história do mundo vista através de um copo de cerveja.

Cervejar é Preciso Beber Não É Preciso

Neste livro, os cervejeiros aprenderão toda matemática relativa à produção de cervejas com a finalidade de obter cervejas padronizadas, dentro de um estilo bem definidos, observando cor, corpo, álcool, amargor, sabores e aromas.

Aqui, o leitor poderá acompanhar e entender todo o processo de fabrico da cerveja, com novos métodos, técnicas e cálculos. O livro conta ainda com 32 exemplos bem detalhados e duas receitas completas, uma American Pale Ale e uma Witbier. Ao fim desta leitura, você entenderá porque Cervejar é Preciso.

Essa é a segunda edição ampliada e revisada de “Cervejar é Preciso”, o primeiro livro de tecnologia cervejeira publicado no Brasil (Autor Brasileiro).


Você sabia que os sumérios inventaram a cerveja leve? Já considerou o açúcar como um ingrediente delicioso para se fazer cerveja? Já pensou em fazer uma cerveja com triticale (Ddeveria)? Já produziu uma cerveja de 473 IBU? Você sabia que um dia já se usou olhos de caranguejo na produção de cervejas? Você encontrará isso e muito mais nesta provocadora homenagem aos 12.000 anos da arte de fazer cerveja. 

Com mais de 90 receitas completas e uma fartura de informações úteis tanto para iniciantes como veteranos experientes, Radical Brewing lhe coloca em contato com algumas das cervejas mais exóticas - e deliciosas - do mundo. Após uma introdução concisa à cerveja e como fabricá-la, Radical Brewing explora os segredos de excelentes Session Ales, Lagers, e cervejas belgas fáceis de fazer. 

Depois, passa para o próximo nível: cervejas potentes, com adjuntos, com frutas, com especiarias, cervejas defumadas, entre outras. Depois vêm os estilos belgas mais desafiadores, seguidos por um passeio pelo vasto repertório da cerveja através da história, e uma introdução ao hidromel e cervejas com mel. 

Capítulos sobre atividades em grupo, equipamentos, e a arte de se degustar e harmonizar cervejas e comida, completam a obra. Ricamente ilustrado e cheio de contos fascinantes do universo cervejeiro, este é um livro sobre cerveja como nenhum outro. Do misterioso ao exuberante, do arcaico ao futurista, Radical Brewing representa a paixão e vitalidade que faz da cena cervejeira dos EUA uma referência para o mundo todo.


Este livro explica habilmente o que é o LÚPULO, sua origem, e como cervejeiros maximizam seus atributos positivos no decorrer do processo produtivo. Stan Hieronymus começa com os princípios básicos da química por trás do lúpulo, depois examina o importante papel dos agricultores e como os cervejeiros podem escolher seus lúpulos da melhor maneira possível. 

Ele traz descrições e informações fundamentais sobre mais de 100 variedades de lúpulo, além de 16 receitas coletadas mundo afora, incluindo algumas das principais microcervejarias norte-americanas. Hieronymus explora a qualidade e utilização do lúpulo, com um capítulo inteiramente dedicado ao dry-hopping. 

Do início ao fim deste livro, as pesquisas e redação acessível do autor educam sobre a rica história do lúpulo e como ele se tornou um ingrediente essencial na fabricação de cervejas.

Só indicação boa, né? Conta para gente nos comentários qual você ficou com vontade de ler primeiro!

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts